Anúncios

O sol tirou férias? Assim estava Santana do Livramento e muitas outras cidades gaúchas mais uma vez na manhã desta terça-feira | Fabian Ribeiro

O sol tirou férias? Esta segunda metade de junho até agora tem sido marcada por dias predominantemente cinzentos e de alta umidade no Rio Grande do Sul. Esta terça-feira até agora não tem sido exceção com abundante nebulosidade, alta umidade e formação de neblina e nevoeiro em muitas áreas, inclusive com precipitação leve.

Em Campo Bom, de acordo com o geógrafo e observador meteorológico do município Nilson Wolff, já são oito dias seguidos com predomínio de nebulosidade e do tempo cinzento. Com isso, os dias têm sido de baixa amplitude térmica com pequena variação entre as temperaturas mínimas e máximas.


A tendência para quem está com saudades dos dias luminosos e ensolarados da primeira quinzena de junho não é nada animadora. Mesmo se o sol aparecer nesta segunda metade da semana será por pouco tempo, uma vez que se prevê instabilidade primeiramente com uma frente quente e depois com uma frente fria. Entre a atuação dos dois sistemas pode ocorrer um período breve com aberturas em parte do Rio Grande do Sul.

A perspectiva é de dias de tempo mais seco e de sol de forma mais prolongada durante a primeira metade da próxima semana com o ingresso de uma massa de ar frio, entretanto na metade da semana que vem existe a possibilidade de o tempo voltar a se instabilizar com chuva.


Umidade e dias cinzentos são comuns nesta época do ano. Junho é o mês, por exemplo, de maior incidência de nevoeiro no ano em Porto Alegre e um dos mais chuvosos da climatologia. Estes dias de alta umidade e tempo fechado, entretanto, não tem se convertido em precipitação abundante e os registros de volumes têm sido irrisórios pela ocorrência basicamente de garoa. Nos próximos dias, entretanto, se espera chuva mais volumosa e abrangente.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios