Anúncios

Daniel Fleck

A chuva que tem marcado a condição de tempo dos últimos dias em grande parte do Rio Grande do Sul, mas a próxima semana será diferente no Estado.

As precipitações se tornam mais escassas na próxima semana na porção Centro-Oeste do Estado, dando lugar a tempo seco com sol entre nuvens e pancadas extremamente isoladas.


A organização de um evento da Zona de Convergência do Atlântico Sul no Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, mais conhecida como ZCAS, faz com que grande parte da umidade disponível na atmosfera sobre a América do Sul se concentre nessa com eventos de chuva intensa e fortes tempestades, com potencialidade para transtornos devido a alagamentos, enxurradas e deslizamentos de terra em encostas. 

Além disso, ar seco é impulsionado por um anticiclone pós-frontal que se aproxima da Região Sul devido ao deslocamento de um ciclone para Leste no Oceano Atlântico.

Projeção de chuva para dez dias do modelo meteorológico canadense

Essa configuração faz com que na próxima semana a chuva dê uma trégua em parte do Sul brasileiro, predominando a condição de tempo mais seco, com sol entre nuvens na porção Centro-Oeste do Rio Grande do Sul. 

Os dias tendem a apresentar grande amplitude térmica, ou seja, acentuada variação da temperatura, com mínimas próximas aos 15ºC e máximas próximas aos 30ºC.


Enquanto isso, o Leste gaúcho, catarinense e paranaense apresenta instabilidade com pancadas de chuva e tempestades isoladas devido ao transporte de umidade do oceano com vento perpendicular à costa e também à presença de uma região com circulação ciclônica nos médios e altos níveis da atmosfera.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Isso traz preocupação para o Leste catarinense, região que tem sido castigada com acumulados excessivos de chuva, sofrendo diversos transtornos associados a alagamentos, enxurradas e deslizamentos de terra.

Anúncios