Anúncios

A imagem do satélite GOES-East da agência climática norte-americana NOAA mostra como estava o nosso hemisfério neste primeiro dia do ano. Em destaque na imagem, um ciclone extratropical no Atlântico Sul.

Este ciclone foi responsável por impulsionar ar mais seco e frio para o Rio Grande do Sul, o que garantiu a virada do ano com tempo firme. O ar mais frio trouxe temperatura baixa na madrugada do primeiro dia do ano com frio fora de época em algumas cidades. O Estado chegou a ter mínimas de um dígito, incomuns em janeiro, como os 9,2ºC anotados em Livramento. Outro efeito do ciclone no oceano foi gerar um swell que trouxe mar agitado e ressaca no litoral gaúcho. 

Na imagem, vê-se também muitas nuvens sobre o Norte, o Centro-Oeste e o Sudeste do Brasil. É a típica instabilidade associada ao calor e à umidade desta época do ano na região tropical que traz pancadas de chuva e temporais isolados da tarde para a noite.

Já acima da linha do Equador, a imagem mostra ciclone extratropical junto ao Nordeste dos Estados Unidos que traz não predominantemente neve, mas gelo que se acumula sobre a rede elétrica e árvores com transtornos para a população. 

A Organização Meteorológica Mundial alerta que 2021 será mais um ano em que o nosso planeta experimentará temperatura acima da média na comparação com o período pré-industrial pelo aquecimento antropogênico.

Anúncios