Anúncios

Uma nova onda de temporais com chuva forte a volumosa poderá afetar o Centro da Argentina e o Uruguai nos próximos dias. Nesse sentido um centro de baixa pressão atmosférica irá sugar a umidade em direção ao Sul do continente criando condições para pulsos de chuva forte a torrencial. A chuva ocorrerá em dois momentos, o primeiro deles entre 21 e 22 de março devido a atuação de um cavado atmosférico (área de menor pressão que estimula a formação de nuvens de chuva) que irá se deslocar de Oeste para Leste, desde o centro da Argentina, passando pelo Uruguai até avançar pelo mar.  Nesse primeiro pulso de chuva os volumes poderão ser muito altos num curto espaço de tempo com acumulados de um mês em pouco mais de 24 horas, sobretudo, em departamentos como Rio Negro, Payssandu, Durazno, Soriano e Cerro Largo e Treinta Tres. Na área central da Argentina na província de Entre Rios, Santa Fé, Córdoba e até parte de Corrientes. Modelo WRF de alta resolução rodado pela MetSul indica volumes entre 100 e 150 mm entre os dias 21 e 22 enquanto a média mensal de precipitação oscilar entre 100 e 120 na maioria desses departamentos. A MetSul adverte que neste período há risco de temporais com rajadas de vento, raios  e granizo isolado.


 


Á primeira vista a chuva alivia e perde intensidade com possíveis aberturas de sol na região no dia 23 de março, mas aí vem a segunda de temporais e chuva forte. No segundo momento entre os dias 24 e 26 um centro de baixa pressão atmosférica, fazendo trajetória similar ao avançar do interior do continente para o mar, deixa tempo instável com pancadas de chuva e temporais isolados. Nesse meio tempo os modelos indicam menores acumulados de precipitação sobre o território uruguaio e com maiores volumes sobre algumas províncias do Centro/Norte da Argentina. Modelos indicam chuva forte com projeção de 50 a 80 mm no dia 24 entre Córdoba e Entre Rios. No dia 25 a chuva mais intensa avança sobre o norte do Uruguai com volumes em torno de 30 a 50 mm. O tempo poderá ficar ventoso entre os dias 25 e 26 com rajadas que podem passar de 80 km/h. Temporais mais fortes poderão ocorrer sobre o território argentino, bem como, no Oeste e Norte do Uruguai.

SEGUNDA VEZ QUE CHOVE MUITO EM POUCOS DIAS 

Entre os 15 e 18 de março o Uruguai registrou chuva volumosa e bem distribuída em diversas cidades da Metade Norte e Leste do país. A chuva foi amplamente celebrada nas redes sociais após tantos meses de estiagem e prejuízos devido ao La Niña. Alguns técnicos chegaram a mencionar o possível fim da seca em partes do país já que a chuva acumulou entre 100 e 150 mm.

A MetSul avalia que em tão pouco tempo ocorrer um novo episódio de chuva tão volumosa aumenta o risco de transtornos e em algumas áreas é possível que se saia de um cenário de estiagem para enchente ou inundação devido aos volumes altos que são esperados para os próximos dias.

 

Anúncios