Anúncios

A aproximação de ar frio pelo Sul voltou a induzir a formação de forte instabilidade no Rio Grande do Sul durante esta segunda-feira. Assim como a MetSul antecipava, o maior risco seria chuva forte e volumosa, diferentemente do sábado que tinha taxas de instabilidade muito mais altas e condições propícias a tempestades de maior força e vendavais.

Porto Alegre foi uma das cidades gaúchas com transtornos em consequência da chuva ontem. O aguaceiro do meio-dia somou 35 mm na área central da cidade em menos de uma hora. Com volume tão alto em tão curto período, o sistema de macrodrenagem foi insuficiente e ocorreram diversos pontos de alagamento.


Choveu forte ainda em outras regiões do Estado como a área de Santa Maria e os vales. Pontos localizados tiveram granizo miúdo acompanhando a chuva e os raios. Durante a tarde e a noite de hijecomeçou a ingressar ar frio pelo Oeste e o Sul gaúcho com acentuada queda da temperatura.


O ar frio chegou com vento moderado a forte. Uruguaiana anotou rajadas no aeroporto ao redor de 60 km/h por horas seguidas. Na região de fronteira com o Uruguai, as rajadas variaram entre 60 km/h e 70 km/h. Às 19h, Livramento tinha temperatura de apenas 12ºC enquanto em Porto Alegre ainda fazia 21ºC.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios