Anúncios

 A Espanha e Portugal enfrentam uma onda de frio como poucas vezes se viu na história dos dois países com quantidades de neve em partes do território espanhol que não eram registradas por meio século e mínima de regiões polares. As imagens de Madrid neste sábado com 50 a 70 cm de neve em alguns pontos são históricas e impressionantes.

O frio e a neve decorrem da tempestade Filomena que trouxe neve e fez as temperaturas despencarem desde o começo da semana. A Agênciade Meteorologia da Espanha (Aemet) emitiiu alerta vermelho para regiões de Madri, Guadalajara, Cuenca, Albacate, Toledo e Valência. 

A previsão do instituto meteorológico da região é de que 20 centímetros de neve se acumulem em 24 horas. Em alguns pontos do país, como na região do vale do Rio Ebro, a altura da neve pode chegar a meio metro.

Com mais da metade do país em alerta por neve nesta sexta e sábado, a agência meteorológica AEMET descreveu a situação como “excepcional” e “provavelmente histórica”.

A tempestade Filomena se tornou um pesadelo para centenas de cidadãos presos durante a noite de sexta e a madrugada deste sábado nas estradas espanholas com Madrid como o epicentro do colapso. 

Na capital, bloqueada pela neve, o serviço público de ônibus não funciona, a coleta de lixo foi suspensa e o prefeito José Luis Martínez-Almeida pediu para a população não sair de casa. Almeida não sabe quando será possível resgatar as pessoas que estão bloqueadas porque o tempo, avisa, não vai melhorar nas próximas horas. Centenas de pessoas estão presas em seus automóveis em ruas e estradas de Madrid. As autoridades locais pedem ajuda do Exército.

A maior nevasca dos últimos 40 ou 50 anos – e que alguns meteorologistas locais dizem ser a maior desde 1904 – ofereceu imagens surreais, como um indivíduo em um trenó puxado por cães dirigindo pela rua, esquiadores na Puerta del Sol e Gran Vía ou guerras de bola em Callao, mas também alarmantes, com milhares de pessoas trancadas em seus carros que tiveram que ser resgatadas pelos militares.

Uma estação meteorológica (não oficial) em Clot del Tuc de la Llança, no Parque Natural do Alto Pirineu, na província de Lérida na Catalunha, registrou -34,1 ºC. A marca foi observada pelo “Projecte 4 Estacions”, um grupo de aficionados em Meteorologia. 

A estação meteorológica se encontra numa estação de esqui. Clot del Tuc de la Llança localiza-se a 2.305 metros de altitude. Noutros lugares, foram registados valores de temperatura mínima de -27,2 ºC em La Vasequilla, -25,7 ºC em Liordes e de -22,3 ºC em Vega del Codorno.

Na quinta-feira, a estação da Associação Meteorológica Peninsular do Noroeste em Vega de Liordes (León) marcou -35,8°C. De acordo com informações da imprensa espanhola, o registro pode ser a menor mínima na Espanha desde 1956, ano em que foram registados -32 ºC em Estany Gento (um lago de origem glaciar), em Vall Fosca, no município espanhol de Torre Cabdella.

Portugal 

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Em Portugal, a tempestade Filomena trouxe transtornos no arquipélago da Madeira, quando estava na oceano. O país não está sendo tão atingido quanto a Espanha, mas enfrenta muito frio com geada, gelo, nevoeiro congelante. A tendência é de neve em parte de Portugal neste fim de semana, sobretudo no Alentejo.

Anúncios