Anúncios

O Rio Grande do Sul teve ontem o seu nono dia consecutivo de mínimas abaixo de zero nesta forte onda de frio com –1,6ºC em Pinheiro Machado, -0,8ºC em São José do Ouro, -0,4ºC em Soledade e -0,3ºC em Ausentes.

Ricardo Giusti/PMPA

A temperatura mínima média na estação do Instituto Nacional de Meteorologia em Porto Alegre, no Jardim Botânico, foi de 5,8ºC nos primeiros dez dias do mês, logo 4,9ºC abaixo da normal histórica de julho. Por sua vez, a média máxima dos primeiros dez dias do mês foi de 15,8ºC ou 3,8ºC a menos que a média máxima histórica do mês na Capital.


São desvios negativos muito significativos e que demonstram numericamente sob uma perspectiva histórica como este começo de mês foi um freezer.

Esse período gélido ocorre na sequência do junho mais quente em Porto Alegre em quase nove décadas. A temperatura média compensada em junho foi de 18,4ºC na Capital, a mais alta desde 1930, quando foi de 18,5ºC. No mês passado, só 3 dias tiveram mínimas abaixo de 10ºC no Jardim Botânico. Apenas agora nos primeiros 10 dias de julho foram 9.


Registrou-se o junho mais quente desde 1930 também em São Luiz Gonzaga com média mensal de 19,0ºC contra 19,1ºC em 1930 e em Santa Maria com temperatura média compensada de 18,3ºC contra 19,5ºC em 1930. Caxias do Sul teve o junho mais quente desde 1931 com média de 16,3ºC contra 18,5ºC em 1931, de acordo com dados da série histórica do Instituto Nacional de Meteorologia.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios