Anúncios

A primeira madrugada de julho, como prognosticado, foi gelada no Rio Grande do Sul com mínimas abaixo de zero. Cinco municípios com estações meteorológicas tiveram mínimas negativas, todos da Serra e dos Campos de Cima da Serra. A menor marca se deu no Vale da Vicentina, entre Farroupilha e Bento Gonçalves, onde fez 2,3ºC abaixo de zero. Na rede do Instituto Nacional de Meteorologia, a mínima no Estado ocorreu em Cambará do Sul com 1,0ºC negativo. Fez ainda 1,7ºC abaixo de zero em Canela e 0,7ºC negativo em Ausentes e André da Rocha. Na fronteira com o Uruguai, a mínima foi de 0,1ºC em Livramento (foto abaixo de Daniel Badra/CP). Quaraí registrou 1,1ºC. Na Campanha, os termômetros indicaram 1,8ºC em Bagé, mesma marca anotada em Santa Rosa, no Noroeste gaúcho. Fez muito frio no Sul com geada e mínima de 2,3ºC no Cpmet em Pelotas. Cenário semelhante na Grande Porto Alegre com 2,7ºC em Campo Bom. Geou na maioria das regiões gaúchas, inclusive na Grande Porto Alegre. Já na Capital, a mínima foi na estação do Lami do Metroclima, onde fez 3,9ºC.



O sol predomina novamente no Rio Grande do Sul nesta terça-feira, resultado da massa de ar seco e frio de alta pressão que persiste sobre o Estado. O amanhecer outra vez vai ser muito frio com marcas gélidas em diversas regiões. Será o terceiro dia seguido com mínimas abaixo de zero no território gaúcho e que tendem a se concentrar nos Aparados e na Serra. Novamente se espera a formação de geada na maioria das regiões. Porto Alegre deve ter mínima ao redor de 4ºC. Também se prognostica nevoeiro isolado ao amanhecer. A tarde da terça terá marcas mais altas do que ontem e deve ser agradável com máximas ao redor de 18ºC na Capital. Esquenta mais na quarta e as tardes de quinta e sexta devem ser quentes.

Anúncios