Cauê Florisbal/Gazeta Mineira

Nível do Rio Jacuí subiu mais ontem na parte final da bacia, perto de Porto Alegre, com alagamentos em municípios como General Câmara, Charqueadas (foto) e São Jerônimo. Eldorado do Sul também sofre os efeitos da cheia que pode se acentuar hoje.

A vazão do Jacuí, principal contribuinte do lago da Capital, fez com que o Guaíba subisse ainda mais ao longo da quinta-feira. Ontem, no começo da noite, a medição da régua do Cais Mauá indicava 2,34 metros após ter subido 10 centímetros em 24 horas. O valor se manteve no começo desta sexta.

Como alertado, ao alcançar 2,30 metros, as águas inevitavelmente ingressariam em algumas moradias nas ilhas. Como os principais rios contribuintes (Jacuí, Sinos, Gravataí e Caí) seguem subindo na ponta final de suas bacias, o Guaíba se manterá muito alto hoje e ao menos até o começo da semana que vem, sendo que entre domingo e segunda haverá vento Sul com efeito de represamento que gerará elevação e interrupção da curva de descida do nível prevista para o fim de semana.

Outro fato que manterá o Lago Guaíba em cotas de atenção na próxima semana será a vazão que descerá pelos rios da chuva que caiu no dia de ontem, quando várias localidades tiveram entre 50 mm e 80 mm no Centro gaúcho e nos vales.

Uma normalização dos níveis dos rios deverá demorar tal a sequência que se registrou desde o fim de outubro de episódios de chuva forte e volumosa no Estado.