Anúncios

Arquivo pessoal

A MetSul Meteorologia reforça que o período de instabilidade que se inicia neste sexta e vai até a metade da próxima semana trará altíssimo a crítico risco de granizo.

Não se trata de perguntar se ocorrerão tempestades de granizo no Rio Grande do Sul. A questão é onde cairá e que com que tamanho. E tais perguntas só são respondidas em curtíssimo prazo, uma vez que granizo é fenômeno muito localizado. O que se sabe já hoje é que já nesta sexta não se pode descartar granizo, mas o fenômeno é mais provável amanhã, domingo e na segunda. Pode cair granizo isoladamente em diversas regiões, do Sul ao Norte do Estado. E ante as condições atmosféricas que se prevê, alguns temporais de granizo podem ser fortes a severos com pedras de gelo de médio a grande tamanho, capazes de provocar danos em lavouras e em áreas urbanas.


Entre hoje e amanhã uma frente quente se forma sobre o Rio Grande do Sul, impulsionada por muito quente de Norte. Frentes quentes, tradicionalmente, são pródigas em provocar granizo e grande quantidade de raios.

Essa frente quente atuará mas no Oeste e no Sul do Rio Grande do Sul, despejando grandes volumes de chuva nestas regiões, especialmente na fronteira com o Uruguai e no Extremo Sul. Já o ar quente atuará mais na Metade Norte.


A massa de ar que ingressará no território gaúcho e servirá de combustível pras temporais, como gasolina em fogo, será extremamente quente. A ponto de na segunda-feira a temperatura em algumas regiões gaúchas poder se aproximar dos 40ºC.

 

Anúncios