A imagem de satélite da tarde desta terça-feira (6) chamava atenção por um grande ciclone sobre o Atlântico Sul a Sudeste do Rio Grande do Sul. Este ciclone extratropical se formou ontem no Leste do Uruguai e a Sudeste do Chuí, tendo provocado rajadas de vento de até 70 km/h no Extremo Sul gaúcho. No aprofundamento do centro de baixa pressão que deu origem ao sistema, Porto Alegre teve rajadas de vento forte no domingo.

Este sistema não oferece qualquer risco para o continente à medida que já está distante e segue se afastando na direção Leste. O único ponto notável é mesmo a sua aparência nas imagens de satélite.


A MetSul recorda que ciclones extratropicais são bastante comuns no Atlântico Sul e que dezenas se formam a cada ano e apenas poucos atingem o Rio Grande do Sul com grande intensidade, como foi o caso do ciclone bomba de 30/6 e 1/7.