Anúncios

Mycchel Legnaghi

Os campos amanheceram cobertos de gelo pela forte geada no amanhecer desta quarta-feira (5) em São Joaquim (SC). A mínima no Planalto Sul Catarinense hoje de -8,0°C foi uma das mais baixas do ano. Os termômetros ainda indicaram -4,9°C em São Joaquim e -4,8°C em Painel, segundo a Climaterra. No Rio Grande do Sul, a mínima foi de 3,1°C abaixo de zero em São José dos Ausentes.

O mapa abaixo mostra a anomalia de temperatura em 850 hPa (nível de pressão correspondente a 1500 metros de altitude), às 3h de hoje, conforme o modelo norte-americano GFS. Como se observa, a massa de ar cobrindo o Centro da Argentina, o Uruguai, o Rio Grande do Sul e Santa Catarina é mais quente que a média para esta época do ano.

Então, com uma massa de ar mais quente, como é possível ter feito frio de -3°C no Rio Grande do Sul e de -8°C nesta quarta em Santa Catarina? Leia o que publicamos no informe especial sobre como seria agosto:

“Mesmo assim, as noites vão ter frio na primeira semana do mês por conta da atmosfera muito seca que traz uma grande amplitude térmica com acentuado resfriamento noturno e rápido aquecimento durante o dia. Em locais de grande altitude, como o Planalto Sul de Santa Catarina e a região de São José dos Ausentes, o tempo muito seco e aberto vai trazer mínimas muito baixas em alguns locais, inclusive negativas e com geada. Isso se dará nas baixadas com mínimas muitíssimo mais altas sobre morros ou pontos mais altos distantes às vezes poucas centenas de metros. Haverá, assim, uma brutal variação de temperatura entre microclimas urbanos e rurais”.

Ar muito seco em altitude. Vento calmo. Tempo aberto com céu claro. Esses três elementos são determinantes para explicar as mínimas extremamente baixas de hoje mesmo com uma massa de ar quente atuando.

É o mecanismo de um deserto. No Atacama, no Norte do Chile, uma das áreas mais áridas do planeta, faz frio abaixo de zero à noite e até 30°C durante o dia. Ar muito seco proporciona intenso resfriamento noturno.

Em áreas de altitude, o ar mais frio (mais denso e pesado) escoa para as baixadas durante o processo de resfriamento noturno. Estas mínimas extremas acabam sendo registradas por estações meteorológicas instalaras justamente nestas baixadas, verdadeiros “poços de frio” em noites de tempo seco, aberto e sem vento.

Veja-se o caso do município de São José dos Ausentes hoje. A mínima de 3,1°C abaixo de zero foi observada em estação automática particular instalada numa baixada. Já a estação do Instituto Nacional de Meteorologia em Ausentes, que está sobre um morro, logo um ponto alto, teve mínima de 5,4°C positivos ou 8,5°C acima do registrado em baixada do mesmo município.

Anúncios