Anúncios

Agência Fiocruz/Arquivo

Pesquisadores da Inglaterra anunciaram hoje que o uso de um corticoide conhecido como dexametasona em pacientes internados com Covid-19 foi capaz de reduzir as taxas de mortalidade em cerca de um terço entre os casos mais graves de infecção.

A droga, forte antiinflamatório e imunossupressor usado em doenças reumatológicas, foi aplicada em doses de 6 mg uma vez por dia em 2.104 pacientes no Reino Unido, que fizeram parte de um estudo clínico randômico que recebeu o nome de Recovery.


Eles receberam a medição por dez dias e tiveram seu desempenho comparado com 4.321 pacientes que receberam apenas os os cuidados habituais.

Pesquisadores da Universidade de Oxford divulgaram nesta terça os resultados para a imprensa, mas os dados ainda não foram submetidos a avaliação dos pares e não foram publicados em revista científica. 

Os cientistas disseram que, dada a importância desses resultados para a saúde pública, estão trabalhando para publicar todos os detalhes o mais rápido possível.

Eles informam que, entre os pacientes que receberam a medicação, houve redução de um terço das mortes dos pacientes em respiradores e de um quinto em outros pacientes recebendo apenas oxigênio. 

Não há atualmente tratamentos ou vacinas aprovados para a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. São 437.000 mortes em todo o mundo e mais de 44 mil no Brasil. (Com informações da BBC e Estado)

Anúncios