Anúncios

O Rio Grande do Sul teve outro amanhecer frio ontem com as menores marcas em áreas de baixada, devido ao ar muito seco. A mínima no Estado foi de 7,0ºC no Parque do Caracol, em Canela. Santa Maria teve 10,2ºC, a menor mínima em fevereiro desde 1996, quando fez 9,4ºC. Estação em Santa Rosa acusou mínima de 8,1ºC e máxima de 35,3ºC com umidade de 22% à tarde. Hoje, centro de baixa pressão começa a se aprofundar na Argentina e traz temporais até severos no Centro do país. Amanhã, sábado, o sistema converte-se em ciclone extratropical na costa da província de Buenos Aires e organiza frente fria que avançará com chuva forte e temporais pelo Centro da Argentina e o Uruguai, atingindo Buenos Aires e Montevidéu. Uma das maiores preocupações é com o risco de vendavais localizados com potencial destrutivo associados a tempestades em províncias centrais da Argentina e no território do Uruguai no deslocamente da frente fria. Modelos, em geral, sinalizam que as capitais da Argentina e do Uruguai devem ter chuva forte e tormentas neste sábado, ainda na primeira metade do dia.



Projeção do modelo WRF argentino indica poderosa linha de tempestades durante a madrugada e amanhã deste sábado no Centro da Argentina e no Uruguai

O ciclone intenso na costa argentina pode trazer vento de 130 a 150 km/h e ondas no mar de até 7 metros para pontos do Centro-Sul da costa da província de Buenos Aires. Já no Uruguai não se espera uma repetição dos episódios ciclônicos de setembro e outubro de 2012, que trouxeram tantos danos, mas o fim de semana será ventoso no Sul e no Leste do país com rajadas que podem atingir 100 km/h ou mais em alguns pontos da costa. Já aqui no Estado o impacto do vento associado ao ciclone da Argentino deve ser menor. Espera-se, porém, ressaca na orla gaúcha entre segunda e terça-feira. Massa de ar frio ingressará, impulsionada pelo ciclone, com forte queda de temperatura em Buenos Aires e no Uruguai no começo da semana.



Projeção de pressão atmosférica em superfície e precipitação de modelo global para o meio-dia de sábado (esquerda) e o meio-dia do domingo (direita)

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

O Rio Grande do Sul tem outro dia de sol e calor hoje com máximas de 36ºC a 38ºC em Santa Rosa e de até 35ºC na Grande Porto Alegre. Amanhã, sábado, o sol vai aparecer na maior parte do Estado, mas da tarde para a noite há risco de chuva localmente forte e de temporais em pontos do Sul e do Oeste, já em consequência da frente em organização no Uruguai. Entre o domingo e a segunda, a instabilidade da frente fria se generaliza pelo Estado com risco de tempo severo localizado (chuva forte e temporais), mas o domingo ainda começa com tempo seco e quente principalmente na Metade Norte. A segunda-feira é um dia de prognóstico complicado. Vários modelos numéricos, como o americano e o europeu, sinalizam uma segunda-feira de tempo fechado e chuvoso, até com risco alto de chuva forte, do Centro para o Norte gaúcho. Já outros apontam que a segunda começaria com tempo instável e depois o tempo melhoria rapidamente. Normalmente, em sistemas frontais associados a ciclones intensos na costa argentina, a passagem da instabilidade e rápida e o tempo melhora logo na sequência. Interessante, contudo, é que os modelos americano e europeu projetam a instabilidade na Metade Norte gaúcha perdurando até a terça-feira, mas já na segunda-feira deve ocorrer melhoria no Sul e parte do Oeste.

Anúncios