Anúncios

A sexta-feira teve predomínio do tempo seco no Oeste. Uruguaiana registrou 0,4 mm em 24h até o começo da noite de ontem e no mesmo período Alegrete (foto) não teve precipitação. A trégua, entretanto, foi curta. Áreas de instabilidade voltam a atuar neste fim de semana nas áreas mais afetadas por inundações no Oeste, parte do Centro e na fronteira com o Uruguai.

Municípios como Uruguaiana, Alegrete, Quaraí, São Gabriel e Dom Pedrito, todos com enchentes ou precipitação excessiva nos últimos dias, devem ter períodos de chuva em suas regiões hoje e amanhã. Isoladamente, inclusive, há risco de chuva forte.


A má notícia é que o tempo não firma por período mais prolongado na próxima semana com chuva freqüente. Quase todos os dias da semana que vem podem ter ocorrências de chuva no Centro, Oeste e o Sul do Estado, em alguns casos com altos volumes localizados.

Nas saídas das 12Z (ingressa no sistema à tarde), o modelo GFS dos Estados Unidos indicava ontem para Uruguaiana nos próximos dez dias 108 mm. Já o canadense apontava pros mesmos dez dias 69 mm. E o europeu 197 mm.


Ou seja, não são esperados nos próximos dias acumulados tão absurdamente altos como os anotados nesta semana, mas ainda vem água e em alguns pontos com altos acumulados. Para os próximos sete dias, os maiores volumes de chuva devem se concentrar no Uruguai, no Centro, Oeste e Sul do Rio Grande do Sul, no Norte das províncias argentinas de Santa Fé e Entre Rios e também na argentina Corrientes.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios