Anúncios

As últimas projeções dos modelos numéricos de previsão do tempo, com dados que entraram na tarde desta quinta-feira (21), reforçam a preocupação sobre o agravamento da situação da chuva em Santa Catarina.

O mapa abaixo mostra a projeção de chuva do modelo WRF da MetSul, disponível ao assinante na seção de mapas, com os acumulados previstos pelos modelos até 9h de domingo. Os volumes são muito altos no Leste e no Nordeste de Santa Catarina com 100 mm a 200 mm em muitas localidades e acima de 300 mm em alguns pontos. 

A MetSul Meteorologia está  alertando que a situação vai se agravar muito em Santa Catarina pelo excesso de chuva. Não apenas seguirá chovendo como os volumes em pontos do Leste e do Nordeste catarinense podem ser altíssimos até o fim de semana em alguns pontos. 

Os acumulados projetados  somados ao que já choveu acabarão trazendo um cenário de enorme perigo à população por inundações e deslizamentos. O que se desenha é uma condição de calamidade em parte de Santa Catarina. 

Grande número de deslizamentos de terra já foi registrado nas últimas horas e os rios começam a transbordar. Enchentes já atingem cidades como Benedito Novo, Rio dos Cedros e Timbó, no Médio Vale do Itajaí, e o número de localidades com inundações vai crescer significativamente. Mais de 25 municípios já registram problemas em razão da chuva. 

As áreas de maior perigo são as regiões de Florianópolis, Itajaí,  Brusque, Timbó Joinville, Rio do Sul, Jaraguá do Sul, Rio Negrinho, Balneário Camboriú, São Francisco do Sul e Blumenau, e os municípios próximos. No Paraná, o maior risco se concentra nas áreas de Guaratuba, Paranaguá e Matinhos. 

Municípios do Planalto Norte Catarinense também estão na área de risco crítico com acumulados do início da semana até ontem de 200 mm em alguns pontos.

Anúncios