Anúncios

Ar quente e úmido de origem tropical que avançou para Sul pelo interior da Argentina trouxe muitas tempestades de granizo na província de Córdoba, no país vizinho durante a terça-feira. Em algumas localidades, o granizo foi de grande tamanho e em outras foi tanto gelo que caiu que a paisagem parecia nevada.


Ontem, o ar tropical formou mais uma vez fortes áreas de instabilidade sobre o Paraguai e o Paraná, no Sul do Brasil, de novo com chuva localmente forte, raios e granizo. Espera-se que no dia de hoje outra vez a presença do ar quente e úmido favoreça a formação de fortes a intensas áreas de instabilidade no Norte da Argentina, no território paraguaio, e no Sul do Brasil.

Além de chuva isoladamente forte a torrencial com altos volumes, especialmente no Paraná, o risco de queda de granizo é alto nesta quinta-feira no Sul do Brasil. Modelos numéricos analisados pela MetSul Meteorologia sugerem que localmente o granizo pode vir com médio a grande tamanho, não se descartando granizadas que em pontos isolados podem trazer até acumulação de gelo.


O maior risco de granizo é para Santa Catarina e Paraná, mas marginalmente se estende aqui ao Rio Grande do Sul que também terá índices de instabilidade atmosférica mais elevados no decorrer do dia, especialmente nas Metades Norte e Oeste.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios