Anúncios

O Rio Grande do Sul teve uma terça-feira de instabilidade, apesar de melhoria ao longo do dia em diversas regiões. Choveu com altos volumes em parte do Estado.

No Centro-Serra, o município de Arroio do Tigre registrou 70 mm. Na Fronteira Oeste, por sua vez, o acumulado de precipitação alcançou 65 mm. Choveu entre 50 mm e 60 mm em municípios como Candelária, Nova Palma, Lagoa Bonita do Sul e Faxinal do Soturno. Em Porto Alegre, a chuva que chegou na madrugada não superou 10 mm.


A chuva decorreu da atuação de uma área de menor pressão atmosférica no Norte da Argentina e o avanço de uma frente fria. Hoje, a instabilidade perde força no Rio Grande do Sul para voltar a ganhar força entre amanhã e a sexta, quando novamente diferentes áreas do Estado têm risco de chuva com volumes altos.

O aumento da instabilidade precederá o ingresso de massa de ar polar que vai derrubar a temperatura na sexta, dia que será frio principalmente da tarde para a noite com baixa sensação térmica.


Esse pulso de ar frio que avança pelo Sul e Oeste do continente foi responsável pelas primeiras grandes nevadas na cordilheira em Mendoza, na Argentina. A neve chegou a acumular 30 cm em alguns pontos, dificultando o tráfego em rodovias na chamada alta montanha. O fim de semana será de mínimas baixas no Rio Grande do Sul.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios