Anúncios

Daniel Fleck

O Rio Grande do Sul teve hoje o terceiro dia seguido com máximas acima dos 30ºC depois da forte onda de frio da última semana.

O calor do fim de semana, como muitos anteviam, fez com que os índices de isolamento social no Estado despencassem com muita gente na rua. 

O sábado no Rio Grande do Sul teve índice de isolamento de apenas 40,2%, conforme os dados da Inloco. Já o domingo viu o índice subir para 50,1%, mas ainda assim foi o pior entre os últimos domingos. 

No anterior (12), o registro foi de 56,2%. No dia 5, bateu em 57,9%.  No último domingo de junho (28), a marca foi 53,5% no Estado. E no domingo (21) que marcou o começo do inverno o índice foi baixo como de anteontem com 49,6ºC. 

E igual, o domingo (21) foi um dia de calor, evidenciando que a adesão ao isolamento tem forte correlação com a temperatura e as condições do tempo. 

O que não está provado e foi objeto de bastante discussão no começo desta pandemia é se frio ou calor influenciam na disseminação do vírus. Há trabalhos com conclusões distintas e não existe um consenso científico acerca da influência climática. Neste momento, no Hemisfério Norte, é verão.

Os números de casos atingem as piores marcas até agora nos Estados Unidos, mas estão relativamente estáveis na União Européia (gráfico comparativo). Nas duas regiões a temperatura está alta e o verão se encontra no seu auge, mas as curvas de casos são muito distintas.

 

Anúncios