Fabiano Gutierres

A MetSul Meteorologia adverte que o risco de temporais isolados retorna ao Rio Grande do Sul da tarde para a noite desta sexta-feira (11) e deve permanecer durante o fim de semana. As áreas de maior risco são o Oeste, o Centro e o Sul do Estado. Áreas de instabilidade devem se formar na segunda metade desta sexta e, como a atmosfera vai estar aquecida, podem se formar núcleos muito isolados de intensa instabilidade com potencial de trazer chuva forte, raios, granizo ou vento forte em setores localizados.

A alimentação de ar quente será expressiva com temperatura muito alta no Noroeste e no Norte do Estado, de 20ºC a 23ºC no nível de 850 hPa (1.500 metros de altitude), o que vai gerar condições propícias para convecção significativa entre a tarde e a noite de hoje em pontos isolados. Há risco na região metropolitana de Porto Alegre, entretanto se ocorrer deve mais localizado que nos recentes eventos de instabilidade.

Com ar muito quente e mais seco atuando no Norte do Estado, durante o fim de semana a tendência é que a instabilidade siga mais concentrada no Oeste, no Centro e no Sul do território gaúcho. No geral, a chuva será intermitente com intervalos sem precipitação ou de aberturas. E qualquer ocorrência de tempo severo por granizo ou vento forte tende a ser mais isolada. Não se desenha uma situação, assim, de temporais generalizados e sim de ocorrência pontuais e localizadas, em que não é possível determinar exatamente qual ponto pode ser atingido (exceto a região de risco).

Por conta do ar mais quente no Norte do Estado, pouco ou nada deve chover na maioria das cidades do Noroeste e do Norte gaúcho. Como se vê na projeção de chuva acima da modelo WRF da MetSul, disponível na seção de mapas, os maiores acumulados de precipitação são esperados no Sul gaúcho.