Anúncios

Frente fria avança com chuva, raios e temporais nesta noite pelo Rio Grande do Sul e nesta sexta atinge Santa Catarina e o Paraná | ROMAR RIGON

A MetSul Meteorologia alerta que uma frente fria vai avançar pelo Rio Grande do Sul e os demais estados do Sul do Brasil no final desta quinta-feira e no decorrer da sexta com elevado risco de chuva localmente forte e temporais isolados com vento forte e granizo. A frente trará chuva nos três estados do Sul, no Nordeste da Argentina e o Paraguai. Alguns temporais podem ser fortes a severos em setores isolados.

Ao avançar pelo estado gaúcho no final desta quinta e no começo da sexta, a frente fria trará chuva forte e temporais – alguns fortes – com vento e granizo na sua passagem pelo Centro, Noroeste, Norte e o Nordeste gaúcho. A frente fria alcança a área de Porto Alegre na madrugada desta sexta.


Na área mais castigadas por enchentes, no Vale do Taquari, assim como na Grande Porto Alegre que tem enchente em algumas cidades, a chuva pode ser forte a torrencial por curto período e causar alagamentos, mas não será suficiente para gerar repique de cheia onde os rios baixam. Preocupa nesta áreas mais afetadas o risco de temporal em alguns pontos com vento forte.

Alertamos que a frente fria se deslocará muito rapidamente e numa forma de linha bastante organizada com ar muito quente em sua dianteira, padrão típico que favorece um elevado risco e potencial de vento forte.


Por isso, a MetSul adverte que ao se deslocar pelo estado na noite de hoje e no começo da sexta a frente fria pode gerar vendavais e que em alguns pontos podem ser fortes e com danos. Uma vez que um jato de baixos níveis estará sobre a Metade Norte, não podem ser afastados episódios extremamente isolados de vento severo por tornado ou microexplosão.

Projeção de pressão e chuva do modelo europeu para hoje à noite | METSUL

Projeção de pressão e chuva do modelo europeu para esta sexta de madrugada | METSUL

Projeção de pressão e chuva do modelo europeu para esta sexta de manhã | METSUL

A frente fria se deslocará no decorrer desta sexta para Santa Catarina e o Paraná, onde igual vai provocar chuva. O Oeste dos dois estados tem maior risco de chuva forte e tempestades de vento e granizo. Algumas destas tempestades podem ser severas isoladamente.

O tempo segue instável nesta sexta no Rio Grande do Sul. Começo do dia tem muitas nuvens e chuva na maioria das regiões com a frente fria que avança pelo estado. Chuva forte e temporais com alto risco de vendavais entre a madrugada e de manhã na Metade Norte.

No decorrer do dia, as nuvens vão diminuir e o sol chega a aparecer em muitas cidades. Ocorre que da tarde para a noite novas áreas de instabilidade devem se formar no estado com chuva em diversas localidades, embora com menor risco de temporal na comparação com o começo do dia.

Mais cedo hoje, chuva e temporais atingiram com força pontos do Oeste e do Sul gaúcho. Um forte vendaval atingiu o município de Santa Vitória do Palmar, no extremo Sul gaúcho. Houve queda de árvores na BR-471, danos em silos e armazéns de propriedades rurais e as pás de aerogerador foram danificadas pelo vendaval no parque eólico do município.

Os volumes de chuva foram altos, como previsto, no Sul gaúcho. De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia e do Centro Nacional de Monitoramento de Desastres, a chuva até o fim da tarde desta quinta havia somado 126 mm em Arroio Grande, 118 mm em Pedro Osório, 103 mm em Jaguarão, 93 mm em Capão do Leão, 91 mm em Pelotas, 82 mm em Dom Pedrito, 75 mm em Santa Vitória do Palmar, 74 mm Canguçu, 70 mm em Rio Grande, e 58 mm em Alegrete e Bagé.

Anúncios