Anúncios

Praia Barra/Divulgação

A MetSul Meteorologia alerta para um cenário de muito alto risco por chuva excessiva neste fim de ano e no início de 2021 no Sudeste do Brasil, em particular nos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. A chuva não apenas será volumosa como será freqüente com períodos de precipitação moderada a forte e em alguns momentos localmente intensa e torrencial, indica a previsão do tempo dos nossos meteorologistas.

Um canal de umidade estará organizado sobre o Centro do Brasil e afetará no Sudeste em especial o Norte de São Paulo, Minas Gerais e o Rio de Janeiro. Em Minas, as regiões de maior risco de chuva excessiva são o Triângulo Mineiro e o Centro-Sul do estado. Uma massa de ar frio e de alta pressão no oceano ainda gerará fluxo de umidade do mar para o continente, gerando chuva de natureza orográfica junto à Serra do Mar, o que pode trazer acumulados muito altos de precipitação no Litoral Norte de São Paulo e na costa do Rio de Janeiro. O encontro do ar mais frio com o ar tropical quente e úmido deve gerar nuvens carregadas no litoral e na região serrana com altíssimos acumulados de chuva em alguns pontos.


Em Minas, o quadro de instabilidade mais persistente deve durar até o final deste ano e prosseguir nos primeiros dias de 2021. Os volumes de chuva em muitas áreas do Oeste, do Centro e do Sul de Minas Gerais devem superar 200 mm nos próximos 15 dias com acumulados até de 300 mm a 400 mm em alguns pontos. No Rio de Janeiro, a chuva na soma de hoje até o começo de janeiro deve ser muito volumosa também com índices de precipitação entre 200 mm e 300 mm em alguns pontos, isoladamente até superiores em razão de chuva orográfica. Na cidade do Rio de Janeiro, que já tem chuva moderada a forte hoje, o quadro de instabilidade mais persistente deve durar ao menos até o dia 28 e com períodos de chuva intensa.

O mapa acima mostra a projeção de chuva acumulada para sete dias do modelo Icon do serviço meteorológico da Alemanha e está disponível ao assinante na seção de mapas com quatro atualizações diárias. Observa-se a tendência de muita chuva no Norte de São Paulo, no Oeste, Centro e Sul de Minas Gerais, e no Rio de Janeiro.

A MetSul adverte que o cenário esboçado para os próximos dias no Rio de Janeiro e até o começo de 2021 em Minas Gerais deve trazer preocupação porque a chuva será bastante volumosa e excessiva, e ainda por cima freqüente e sem período de dias de trégua na instabilidade. Podem ocorrer temporais com chuva em altíssimo volume em intervalo curto, o que agrava ainda mais o risco de inundações repentinas, alagamentos e deslizamentos de terra em morros e encostas com ameaça para a vida humana.


As cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte, mas em especial a capital fluminense, são áreas de alto risco para chuva excessiva e problemas em razão das elevadas precipitações neste período de grande instabilidade atmosférica.

Anúncios