Anúncios

O Rio Grande do Sul chega à metade de junho sem um registro sequer de temperatura abaixo de zero. O dado é impressionante se comparado ao que se verificou nos últimos anos. A menor mínima até agora no Estado no ano é de 0,1ºC em São José dos Ausentes e foi observada no último dia 6.


Em 2016, sob El Niño forte ainda no primeiro semestre, o ano registrou 51 dias com mínimas negativas no território gaúcho. Até 15 de junho foram 21 dias com marcas negativas. A primeira quinzena de junho foi extremamente fria com 12 dias de mínimas abaixo de zero em 2016.

Já em 2017, também até o dia 15 de junho, foram anotados apenas quatro dias com marcas negativas, sendo o primeiro o dia 28 de abril com -2,4ºC em Bom Jesus.

Por sua vez, 2018 contabilizou 11 dias com mínimas abaixo de zero até o dia 15 de junho. O primeiro ocorreu tardiamente em 21 de maio, mas a primeira metade de junho no ano passado registrou seis dias com mínimas negativas.


A “seca” de mínimas negativas deste ano ocorre pelo outono (março a maio) mais quente desde 2002 e um começo de inverno climático (trimestre junho a agosto) sem nenhuma erupção de ar polar mais significativa. E, ainda, estamos sob um bloqueio atmosférico atualmente que traz longa sequência de dias de temperatura muito acima do normal para a época do ano.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios